Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

COMO TEM GENTE BURRA NESTE MUNDO - episódio 08 - O intelectual de botequim

>> sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Intelectual de botequim. Aquela pessoa que chega antes de todo mundo e vai embora depois que todos pagaram a conta.
Conhece todos os garçons pelo nome, inclusive aquele que entrou duas noites atrás.
O dono do bar sempre senta em sua mesa para jogar uma conversa fora. Ou duas.
É tão íntimo de todo mundo que até arrisca a dar palpites na administração do boteco.
E tem algumas características marcantes e comuns a vários outros de seu espécime. Veja algumas:


01. É politizado. Tem uma opinião sobre tudo, sobre todos. Capaz de contar toda a história do Mensalão, dos Cartões Corporativos. É contra o sistema. Votou no presidente eleito, no governador eleito e no prefeito eleito, mas nega isso até a morte.

02. Quanto mais cheio o bar, mais alto fala. Não se contenta em ser ouvido pelos colegas da mesa. Quer ser o centro das atenções – do bar todo.

03. Nem tente falar sobre carros. Ele sabe tudo de todos, inclusive os últimos lançamentos da última feira internacional – e anda de Gol 1.0 (nada contra Gol 1.0).

04. Passou o último verão em alguma praia badalada do litoral de São Paulo ou Florianópolis – só que não mostrou foto nenhuma, e se mostrou, praia é tudo igual: tem areia, mar...

05. No carnaval esteve em Salvador. E ficou a poucos centímetros de Ivete Sangalo ou Cláudia Leitte – só não contou que a distância dos seus olhos até a foto do jornal dá cerca de 50 centímetros.

06. Se ele diz que está duro, ganha bem e é mão de vaca; teme que algum amigo peça para ele pagar a conta. Se ganha pouco, conta os gastos faraônicos que fez, seja com seu novo notebook, seja com algum acessório no Gol 1.0.

07. É um verdadeiro “papa-flash”. Não pode ver um fotógrafo de jornalzinho chinfrim que lá está ele se posicionando para sair bem na página 6* ou na coluna da Giovanna*, ou naquelas fotos mal feitas das páginas mal produzidas da revista de quinta.
(* - páginas de coluna social nos jornais da cidade de Bauru)

08. Não cometa o pecado mortal de discutir futebol com ele. Mesmo que a opinião dele seja a mesma, ele vai dar uma aula e tentar mostrar que você é um mal informado. Se você só se lembrar de 10 jogadores da fatídica partida Brasil X Itália na Copa de 82, ele dirá o décimo primeiro nome. E se for corintiano, prepare-se. Ele vai (tentar) provar por A + B que o regulamento prejudicou seu time no campeonato do ano passado.

09. Adora esnobar conhecimentos em política monetária. Vomita na mesa tudo sobre fundos de renda fixa, ações na bolsa e cotação do dólar. O Brasil tem reservas para pagar a dívida externa? Está errado! É factóide para ajudar o governo nas eleições municipais.

10. Música? Ele tem todos os DVDs de artistas que nunca ouviu falar na vida e são os melhores que existem. Maria Bethânia, Gil, Gal, Caetano? Só prestam se o assunto for alguma exaltação ao pagode ou ao show que está sendo anunciado à exaustão nas emissoras de rádio da cidade.

11. Cabelos bem cortados, barba simetricamente cuidada. Hidratante corporal rejuvenescedor, pós-barba com frescor suave de menta. Camisa sem um amassado. Calça muito bem passada, sapatos lustrosamente engraxados. Mauricinho? Não. Apenas um homem antenado com a moda. E “metrossexual” é coisa de viado.

12. Sabe aquela gostosa que passou naquele carro? Ele comeu! Sabe aquela morena de cabelos curtos e vestido preto ali? Já ficou com ela. E aquela loira peituda com um piercing no nariz? Ficou atrás dele quase um mês depois do encontro na boate. Curioso é que ele está sempre sozinho.

13. Lembra o que foi dito sobre seu gosto musical? Pois o dia que ele não vai ao bar, e cai na pista da balada, espere pra ver o que acontece quando toca a música do “Creu” (é assim que se escreve?). O cara dá aula. E no dia seguinte, nega tudo. Ou atribui a culpa à cerveja de péssima qualidade – e ele tomou 18 latas.

14. Malha. Diz que, pelo fato de ter passado dos 30 anos, tem de se cuidar, cuidar do corpo. Fala com orgulho das 50 sessões de malhação pesada que faz duas vezes por semana na academia e exibe os braços sarados como se fosse um troféu. O pior é quando fala para o pessoal da mesa: “pega aqui, ó”.

15. Tem TV a cabo ou por assinatura em casa e assiste (ou diz que assiste) a todos os filmes alternativos que passam lá. É capaz de citar ano de produção, diretor, roteirista, atores principais e coadjuvantes e toda sua filmografia. Ah, e no digital home theater wireless com 7 canais (sendo que a TV transmite em 5). Ah, claro, a TV dele é de Plasma, 42 polegadas, que ele já terminou de pagar (em 10 vezes iguais no cartão de crédito – mas isso não contou a ninguém).

16. Não assiste a TV. No entanto dá opiniões sobre os programas de todas as emissoras, sobre o Jornal Nacional e o Jornal da Globo. E tem mais assunto que você, que não perde um capítulo da novela das 8.

17. O relógio dele é bonito, mas a marca você nunca ouviu falar – a menos que seja um freqüentador da 25 de Março em São Paulo, do Saara no Rio, de banquinhas de camelô espalhadas por este Brasil, ou vindo aos montes do Paraguai.

18. O celular dele toca MP3, tem câmera de não sei quantos mega-pixels, agenda com mais de 500 nomes gravados, blue tooth, já está na terceira geração (3G), tem mais de 5400 ringtones diferentes. Acessa a internet, deve ter até GPS. Só que o cara não tem créditos. Diz que esqueceu de fazer recarga. E quando alguém liga pra ele, faz questão de conversar aos berros, pro bar inteiro ouvir sua conversa quase confidencial.

19. No trabalho julga-se indispensável. Seu chefe confia o carro da empresa, viaja sempre a serviço, relaciona-se com presidentes de multinacionais, conta seus feitos e êxitos, e acaba contando o salário de todo mundo de sua empresa. Tem um cargo de nome pomposo que, no fundo, é assistente de alguma coisa sem importância. Ah, e ganha menos do que diz ganhar. Mas sempre está sem dinheiro – até para recarregar seu celular 3G.

20. Nega de pé junto que qualquer uma das características citadas acima tenha alguma coisa a ver com seu jeito de ser. Inclusive sobre seu celular, seu gosto musical, sobre a dança do Creu e sobre aparecer nas fotos das colunas sociais.

27 bedelhos!:

Hugo 29 de fev de 2008 17:19:00  

Olha, que na sinceridade....


Eu acho que tenho amigos assim...


Muito bom seu texto Euzer, espero sempre ler...


até mais...

Marco Antonio 29 de fev de 2008 17:27:00  

HAHAHAHAHAHA


Cara, conheço bem esse tipinho... não tão bem detalhado, com tantas qualidades reunidas como você falou... HAHAHA

Acho que foi seu melhor post até agora!

Jornalista 29 de fev de 2008 17:43:00  

hehehehehehe.. Você só esqueceu de dizer alguns detalhes: o apartamento em que ele mora é alugado e o carro é da empresa e o celular foi "aquele mano" que arranjou por um precinho camarada...huasuhahshusahsuhasuashausha... Mandou bem no texto!! Ô povinho mala né??? Ninguém merece esses figurões, mas eles estão por ai aos montes...

Fala, Garoto! 29 de fev de 2008 20:33:00  

Pessoas nestas condições as considero FRUSTRADAS. Precisam aparecem em público para, simplesmente, aparecerem....cujo local não é o ideal, pois de um dose e outra todos sorriem e mostram interesse para com a sua conversa. Abs

Isadora Araújo 29 de fev de 2008 23:24:00  

Ah, esse povo que vive de aparência...

E pensar que eu já vi um monte de gente assim... ^^

Parabéns pelo blog!

Matheus 29 de fev de 2008 23:26:00  

Nossa, que lol!!!

Marra Signoreli 1 de mar de 2008 00:14:00  

No fim de tudo ele é mais um que não sabe de nada...

Nana Lopes 1 de mar de 2008 00:39:00  

Bem, nao conheço um desses pois nao frequento botequins,kkk
Mas brincadeiras e exageros a parte, é meio complicado para quem tem um certo nivel cultural não vomitar em cima dos outros o que sabe, conhecimento é uma coisa que não da pra ficar enjaulada, entende? Sei que tem gente esnobe,mas não é generico.
Quanto as coisas materiais nem tenho pniao sobre isso.Alias tenho ,mas nem vale a pena,rs.
Bom fim de seman menino!!

Mayna 1 de mar de 2008 00:59:00  

Caramba... Eu tenho alguns amigos assim...rsrs
Muito bom!

http://maynabuco.blogspot.com

нєηяιq 1 de mar de 2008 01:35:00  

mentiroso e metido, em resumo.


adoro rir da cara de gente assim (:

coy - maumau 1 de mar de 2008 09:04:00  

sjeiojasioejioasjeioasjeioajseiojasioejasioejioasj
pior q eh verdade cara
aseaseiopjasiejasioejasije
'-'

darsh. 1 de mar de 2008 09:16:00  

Uhuahuehua
O engraçado é que não é nem um pouco difícil encontrá-lo por aí ;p




http://garotadocasacoverde.blogspot.com

http://msbatataquente.blogspot.com

Kátia Garcia Dionizio 1 de mar de 2008 11:27:00  

Muito obrigada pela visita e pelo comentário! :) Fico feliz por ter gostado!

Rafael Portillo 1 de mar de 2008 19:47:00  

As mesas de bar realmente estão cheias deste "intelectuais".

Mas acho que tenho sorte de nunca ter ficado conversando com um.

Olha, eu gostei do blog, mas não consegui desligar a musica. Me fez perder a concentração na leitura. O que se faz para parar a musica?

http://rafaelportillo.blogspot.com/

Trilhas Sonoras do Cinema 1 de mar de 2008 20:18:00  

kkkkkkkk

vdd

jah conheci mtos intelectuais de botequim



http://trilhasdocinema.blogspot.com/

Critical Watcher 1 de mar de 2008 22:20:00  

Hahahaha.
Me diverti muito com esse post.
O pior é saber que é exatamente assim...
Ah, obrigado pelo comentário em meu post. Seja sempre bem-vindo!

Critical Watcher 2 de mar de 2008 04:07:00  

Fiquei feliz com seu comentário... Mas se eu dissesse que não foi real? O que você me diria?

Davi Arloy 2 de mar de 2008 04:41:00  

Ah, esse tipo a gente vê de longe né?!

Conhece todos os points, tá em todas, tem tudo, mas na hora do vamos ver, tá doente, o cachorro morreu, a mae ta malz e etc. rs

É o famoso pipoca. Mas enfim né?!

Bom post cara

Abs

Zanfa 2 de mar de 2008 19:59:00  

Hahaha, totalmente excelente.

Conheci alguns caras assim. =)

Não gostei da história do celular, pq o meu é parecido, tá com crédito agora, mas não por muito tempo.
heaUEAhueaHAEUHAE

Saviano Abreu 2 de mar de 2008 20:54:00  

gente,, tenho um amigo que se encaixa em pelo menos metade dessas caracteristicas.. e confesso que, qdo morava em BH, frequentava tanto um bar na esquina da minha casa que acho que cheguei a entrar em alguns quesitos do topico.. rsrs

Lucas Conrado 3 de mar de 2008 09:11:00  

É... to achando esse o mais mala de todos da série "Como tem gente burra nesse mundo"
Me lembrou um primo meu...
heheheeheh

Anônimo 3 de mar de 2008 09:41:00  

não frequento botequim, mas quem não conheceu ao menos UM mala destes.

cão que ladra...

Abraços

FadaSafada.blogspot.com

Eduardo Fernandes 3 de mar de 2008 23:27:00  

AUHUAHUH
EU não sou frquentador de butiquim kkk mas deu pra ter uma noção bem legal do tipo que vc descreveu! kkkkk
Muito bom kra!

Gabriela 4 de mar de 2008 09:00:00  

O cara chato. se eu encontrasse um desses por aí ´dava logo um pé na bunda. mas é divertido quando essas coisas não acontecem conosco, mas ninguém merece isso, tem que estar tão bebum quanto o próprio. adorei, parabéns. abraços.

Amanda Guerra 9 de mar de 2008 04:28:00  

Ah... quem dera que só encontrássemos essas pessoas em bares pr aí. Mas esses pseudo cults estão em todas. Aqui pelos blogs, então... huahuhauahuahauhua

Adorei seu texto!
Abraços

joyce 13 de mar de 2008 12:05:00  

rsrsrs Muito bom o texto, divertidíssimo!!!
Só não consigo entender pq existem pessoas assim... Qual o mérito de viver só de aparências??? Com certeza, um dia "a casa cai"... Ou as pessoas ao seu redor se cansam, né?! rs

Viviane Righi 24 de out de 2008 21:32:00  

Bom, não sou muito de frequentar os botecos da vida, mas já vi muito tipinhos assim. É de doer, e vc conseguiu descrever o tipo direitinho. E quase defendeu uma tese!rs...

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP