Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

COMO TEM GENTE BURRA NESTE MUNDO - episódio 02 - Na fila do banco

>> quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008


Bancário é uma das raças mais execradas pela população. Perde para advogados.

Todo mundo acha que bancário é vagabundo porque trabalha só das 10 às 4 e meia, e ainda ganha bem. Se for do Banco do Brasil então, é mais vagabundo ainda e ganha mais que os outros bancários.

O que não sabem é que os bancários trabalham oito ou mais horas por dia. Eles estão lá bem antes de agência abrir, preparando processos, negócios. E quando a agência fecha, eles continuam lá concluindo as negociações iniciadas durante o período em que esteve aberta. Isso a população não vê, ou finge que não vê, para ter o direito de não perder a razão.

Há uma lei (cada município tem a sua) que limita a fila de atendimento nas agências bancárias em 15 minutos em dias “normais” e meia hora um dia antes ou depois do fim de semana ou feriados. Muitas vezes, claro, a lei não é cumprida. E, como sempre, a agência bancária é responsabilizada.

Mas será que a culpa é sempre dos bancários? Garanto que não. Somente dos bancários, não. Com toda a certeza.

Pode reparar: tirando grandes, enormes agências, há dois momentos em que elas estão estupidamente lotadas: logo que são abertas e faltando meia hora para fechar. Fora aqueles que insistem em querer entrar as 4 e 40 da tarde. Neste hiato de tempo, ficam praticamente às moscas. Eu queria saber por que todo mundo resolve ir ao banco ao mesmo tempo.

Todas as agências oferecem as salas de auto-atendimento. Poucas ficam abertas 24 horas. As outras, das 6 da manhã às 10 da noite. Pode-se fazer tudo, TUDO, o que se faz no caixa: você pode pagar contas – inclusive agendar pagamento, sacar, fazer transferências, emitir talão de cheques, fazer depósitos e algumas outras coisas.

Quase tudo isso é oferecido pela internet. Exceto sacar e emitir talão de cheques.

Então, por que raios entram na agência, enfrentam fila no caixa, reclamam o tempo todo e chegam lá com uma conta de telefone para pagar? E ainda entregam o cartão da conta corrente para o operador do caixa?

E aquelas pessoas que sacam 200 reais no auto-atendimento, enfrentam a fila e chegam ao caixa para pagar contas? E enquanto o caixa está processando os documentos, ficam insultando-o, como se ele fosse responsável pela imensa fila?

E o cara que emitiu um talão de cheques no terminal, entra na fila já xingando todo mundo, chega ao caixa, preenche uma das folhas e saca 50 reais?

E tem o pior: ele transferiu de sua casa dinheiro pela internet, da conta-poupança para a conta-corrente, imprimiu o boleto de pagamento, dirigiu-se à agência bancária, usou a máquina de auto-atendimento para conferir o saldo e vai ao caixa para pagá-la?

Claro que há casos em que a utilização do caixa é necessária. Um exemplo é sacar grandes quantias em dinheiro. Outra é... hum... ah!, as contas para pagar excederam o limite de segurança oferecido pelos canais alternativos.

O mais interessante é que essas pessoas passam mais da metade do tempo na fila reclamando, mas acabam “fazendo amizades” com várias outras pessoas na fila. E no final, vira aquela festa!

Há pessoas que não se adaptaram às máquinas e preferem o atendimento “por aquele moço educado ou aquela moça sorridente do caixa”. Elas têm sempre aquele atendimento cordial.

Do contrário, os estressadinhos ou mal educados de plantão, estejam certos de uma coisa... Enquanto acham que estão abafando, querendo mostrar força, poder, razão, tendo seus faniquitos histéricos na fila do caixa, saibam que, por trás da cara de “pois-não-senhor, sim-senhor, é-claro-senhora, tem-toda-a-razão-senhora” dos funcionários, haverá a total certeza de estarem fazendo papel de palhaços... E que serão motivo de risos quando a agência estiver fechada e estiverem os bancários, bando de vagabundos e folgados, falando “COMO TEM GENTE BURRA NESTE BANCO”.

5 bedelhos!:

thiago 21 de fev de 2008 01:39:00  

o banco itaú tem metas de tempo para as filas muito antes dessa moda de "lei das filas" pegar nas cidades.

e eu realmente não tenho muito afeto por funcionários de bancos públicos...

Lucas Conrado 22 de fev de 2008 17:31:00  

Lendo essa parte das agências abertas e vazias, me fez lembrar algo que eu pensei no último reveillon (escrevi certo? ô palavrinha complicada essa!):
Elétrons são mais inteligentes que pessoas!
Não sei se você lembra nos tempos de escola a matéria de resistividade. Os elétrons passam pelo fio que oferece menos resistência, em outras palavras, mais facilidade.
Passei o ano novo na praia e voltei de metro. Reparei que as pessoas são mais burras que elétrons. Afinal, as escadas rolantes estavam lotadas e com filas quilométricas pra subir, enquanto as escadas normais estavam completamente vazias (!)
se fossem elétrons, os fluxos das escadas rolantes e das escadas normais estariam equilibrados.

Ciça Donner 23 de fev de 2008 07:53:00  

Esse nao é burrice, é ignorancia! Meu pai é engenheiro civil e depois de dois assaltos só paga a peaozada por tranferencia bancaria. mete na cabeca daquele povo que o papel que eles estao recebdno é a prova do dinheiro entrando na conta deles. Cansei de ouvir "só assino "despois" de ver o "sardo" dotora".

Joyce 12 de mar de 2008 15:13:00  

É... Fila de banco é algo que procuro evitar o máximo q posso, nos últimos tempos, como tenho q ir mais vezes ao banco procuro fazer tudo o q posso no auto-atendimento, é bem mais eficiente! (A menos q o Bradesco resolva não emitir o comprovante de transferência ou depósito, por exemplo! Mas ainda bem q no final o dinheiro foi mesmo tranferido e/ou depositado). Mas, entendo q o auto-atendimento não é a solução para tudo e mto menos para todos... Impossível, por exemplo, fazer com q meu avô saque a aposentadoria sem passar pelo caixa, ele definitivamente não se entende com a "maquininha"... E, querendo ou não, ele tem todo o direito de enfrentar a fila, "fazer amizades" e depois sair feliz da vida com o seu "dinheirinho"... rs
Só não entendi a parte q os bancários são menos execrados pela população do q os advogados, pq será? rsrsrsrsrs

Anônimo 7 de mai de 2014 07:19:00  

e tem uns que sabem usar o caixa eletrônico mas ficam igual a zumbis 'pedindo ajuda' e os preguiçosos que não lêem as telas e fazem escândalo porque o banco bloqueia a conta

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP