Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

A PONTE DE "ARCO-ÍRIS" ESTÁ MAIS CURTA

>> sexta-feira, 23 de maio de 2008

O universo homossexual é estimado em 10% da população, segundo o IBGE. Ou seja, só na cidade de São Paulo há um milhão e meio. Na Parada do Orgulho Gay espera-se um público de três milhões e meio a quatro milhões de pessoas. E desses, pelo menos 10% estima-se NÃO ser homossexual. Ou seja, será uma multidão de 400 mil pessoas, muitas famílias completas – repletas de crianças, inclusive (inversão das estatísticas).


Mas não é da Parada que quero tratar, ou do “grande negócio” que este evento se transformou que, todo ano, no feriado de Corpus Christi, colore São Paulo, mas de um movimento curioso e saudável que tenho notado nos últimos dias...

Na boate GLS de Bauru, há dois grupos que estão marcando significativa presença. Um deles é formado por casais heterossexuais. Não são muitos, mas para onde quer que se olhe, há um casal dançando, divertindo-se, totalmente interados ao ambiente.
“Nas baladas ‘hétero’ sempre têm uns caras e umas moças que enchem a cara e ficam perturbando. Aqui temos paz. Nenhum homem vai me incomodar, nem mulher nenhuma vai mexer com minha namorada”.


Outro grupo é formado por três ou mais garotas. Elas chegam, dançam, dão risadas, mexem com os gogoboys, bebem sem exageros e acabam sendo a animação da pista - e ficam amigas dos gays.
“Tem muita gente que pensa que a gente só se diverte se arrumar homem. Não precisamos disso. A gente gosta de se divertir, puramente. Em baladas ‘hétero’, temos de agüentar uns caras bêbados e inconvenientes. Aqui não tem nada disso”.


A verdade é uma só: aos poucos as pessoas percebem que ser homossexual não é motivo de exclusão, não difere ninguém. Os homossexual trabalham, “geram riquezas”, vão às compras, pagam contas, dirigem carros, amam e, acima de tudo, permitem-se (tentar) ser felizes.

Se antes eles viviam às margens da sociedade, em guetos obscuros do underground, hoje eles tomam as ruas, fazem-se ouvir e acima de tudo, transmitem alegria (mesmo que estejam dilacerados por dentro). Caráter não está na atitude sexual. E que pessoas sentem-se “iguais” naquilo que se convencionou chamar de “diferenças”.

Enfim, a ponte colorida do arco-íris que liga o homossexualismo e o heterossexualismo está ficando cada vez mais curta. E mais pessoas estão atravessando-a, de um lado para o outro. E à pé, para ficar mais gostoso.

66 bedelhos!:

Google 23 de mai de 2008 23:38:00  
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mariana 23 de mai de 2008 23:38:00  

Porque os esteriotipos vao ficando apra trás...

Belo texto...
Ja fiz comentarios contigo no msn...
estou meio sonolenta agora.. acho que nao ficariam tao bons qnto o que ja falamos!!!11

Beijos querido!!!!!!!

Garbo 23 de mai de 2008 23:52:00  

por mais lenta q pareca a terra gira e por mais lentas q parecem as pessoas deixam de temer o q nao conhecem...



pus um novo poema e gostaria da sua opinião, ja q como poucos seus comentarios sao relevanetes

Flavitcho 23 de mai de 2008 23:53:00  

Pois é.

E nem tem pra que exclusão.
Tudo é respeitar.
E ninguem é menor ou maior por ser homo, hetero ou seja lá o que for.

Ah, acredito nisso.


:*

Google 23 de mai de 2008 23:54:00  

Tudo bem amigo.
Pode ficar a vontade.

abraço.
Boa sorte

Danilo Moreira 23 de mai de 2008 23:55:00  

A ponte realmente esta ficando curta. No meu trabalho tem muitos gays, e é gente que não pode faltar numa boa conversa entre amigos com muitas gargalhadas.

Mas em relação a Parada Gay já sou um pouco pessimista. De inicio o evento era mesmo um oasis, algo divertido e sossegado pra se participar, mas de uns tempos para cá já anda dando sinais de que a proposta original anda se perdendo. Prova disso foi o tumulto que ocorreu ano passado.

Mas tudo que reduza essa distancia entre heteros e homos é valido. E tá na hora mesmo de acabar esse preconceito.

Abçs!!!

----------------------------------
http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.

Novo texto: O Acervo de Daniela
----------------------------------

Athosbr99 23 de mai de 2008 23:58:00  

Ah, o preconceito ainda vive!
Se meu amigo fosse gay, eu não daria a minima, contanto que ele não dê em cima de mim.

www.coisaspararir.vai.la

Mayna 24 de mai de 2008 00:02:00  

Eu ainda trabalhava na assessoria do IBGE quando essa pesquisa estava sendo realizada. Mas quando anunciaram que ela seria feita, tinha que ver o bafáfá que deu. As pessoas ficaram surpresas e, eu sinceramente não via motivos para tanto.
O preconceito existe, e é inevitável, mas podemos começar a mudar. Só precisa partir de nós mesmos. É assim que tudo começa.

http://maynabuco.blogspot.com

Ana Lucia 24 de mai de 2008 00:02:00  

é, a discussão quanto à opção sexual gera muitos conflitos, mas, também acho que "a barreira" está cada vez menor.
Que bom! já é hora de todos conviverem cada um aceitando o próximo como ele quer ser na sua opção sexual e não como a sociedade gostaria que fosse!

Dih da Pâhzinha... 24 de mai de 2008 00:09:00  

Cara em festas assim eu nunca fui!
mas minhas amigas vao e axam o maximo!!!

http://dihdusbeko.blogspot.com/

Karla Hack 24 de mai de 2008 00:19:00  

Nossa..
Amei este teu post!
O engraçado é que hoje surgiu o tema qui em casa..
Nos temos uma vizinha super preconceitosa que hoje gerou uma discussão gigantesca...

Há muito que se evoluir

;D

bjus

Saulo 24 de mai de 2008 00:23:00  

Mas eu creio que sempre vão existir os falsos puritanos com o preconceito dissimulado.

Thread 24 de mai de 2008 00:56:00  

Cara, é meio utópico.. mas é bom pensar assim! :D

Parabéns pelo blog, adoro seus textos!

Abração!

MatheusS 24 de mai de 2008 05:10:00  

Gay não é mais sinônimo de bicho.
Passou a ser classe importante, letrada e bem de vida.
Nunca será possível agradar a todos, mas adquirir o respeito da maioria é um grande avanço.
Respeito e credibilidade.

Sucesso a todos!

Philipe 24 de mai de 2008 11:36:00  

Pow cara

nao gosto mt de falar deste tipo de escolha cada um tem a sua e a liberdade de expressao e mt bem vinda sempre
apenas nao acho correto o fato de algumas pessoas exagerarem em seus direitos achando sempre que podem mais do que realmente podem

kkkkkkkkk
mt comedia esta teoria cara
hehe
mais parabens
o blog ta massa


passa la :>
www.philipecardoso.com

Marco Antonio 24 de mai de 2008 12:05:00  

Aos poucos a ponte vai encurtando, até não haver mais distância. Somos todos iguais, apesar de tão diferentes...

Jamile Gonçalves 24 de mai de 2008 12:05:00  

Concordo, concordo...
Não vejo a hora dessa ponte acabar!
O mundo homo é muito mas divertido e interessante...
Apesar de ser hetero (até onde eu sei hehe) curto muito as pessoas com essa 'inclinação', digamos assim

;)
Só pra constar: O texto é apenas... "Fruto da amnésia"

Pedro Favaro 24 de mai de 2008 13:09:00  

e viva a integração!

Catarino 24 de mai de 2008 16:01:00  

Olá, vim agradeceu sua visita e seu comentário no meu blog.
Parabéns, seu blog tem bastante gesnte "metendo o bedelho".
Abraço

O Marinheiro 24 de mai de 2008 21:20:00  

Cada dia mais aqui em Bauru os héteros estão "invadindo" mesmo o nosso gueto. Melhor pra nós em muitos sentidos: tornam nossas baladas mais sustentáveis, já tem mais gente gastando; tornam o preconceito menor; desmitificam o estereótipo de que só rola sacanagem no mundo GLS (não que não role, mas acontece na mesma proporção que em qualquer balada "normal").

Já ouvi muito HT falando que prefere ir numa balada GLS porque lá o respeito é muito maior. Eles bem que podiam devolver um pouquinho desse nosso respeito por eles...

Fotos muito bem escolhidas ;)

Katarina 25 de mai de 2008 01:27:00  

Conforme a sociedade vai evoluindo, os preconceitos vao diminuindo. Isso é ótimo.
Agora... balada sem ter homem bêbado torrando o saco é melhor ainda, rsrs. Acho que vou procurar uma balada gay na minha cidade, rs;

Abraço!

www.pensamentossentimentosedevaneios.blogspot.com

BLOGDOED 25 de mai de 2008 01:45:00  

Fala aí velhinho! Antes de comentar seu post, vc já leu "A CAVERNA" do Saramago? Tem um personagem genial, que é um cão chaado Achado... Leia! Vc vai curtr!

Quanto ao post, cara eu não tenho nada contra gays e tal, mas entre curtir uma balada GLS com minha mina e uma balada hétero, fico com a segunda opção. Alguns gays afetados me alopram.

Abraços

Jms 25 de mai de 2008 02:07:00  

legal seu blog e eu concordo com seu ponto de vista

se der comente em meu blog tb
http://jmstv.blogspot.com

Wander Veroni 25 de mai de 2008 09:45:00  

Oi, Euzer!

Q legal meu amigo. Vc fez um texto se aventurando ao viés jornalístico...gostei de ver!

Bem, acho que o mundo está ficando mais tolerantes nesse sentido, pelo menos nas baladas. É uma tamanha hipocrisia descriminar alguém por cor, religião ou condição sexual. Sinceramente, não gosto disso.

Gostei mto do seu texto, pra variar...hehehe...vc pegou dois ganchos interessantes para tratar do mesmo tema...mto bom!

Abraço,

=]
______________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Black Angel 25 de mai de 2008 19:31:00  

Bem, estamos caminhando para o processo de aceitação, em que dminuam as diferenças... se a minoria ja a faz já é um bom começo, frequentar ambientes e ser respeitado, é o que deseja qualquer ser humano independente do do que seja....

Antonoly 25 de mai de 2008 20:31:00  

bacana seu blog, tem
atitude, valeu!

www.bussolaweb.wordpress.com

Google 25 de mai de 2008 20:42:00  

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
Desenterrou ehhh!!
É isso aí, mas tow indo bem!!

Ainda estou me aperfeiçoando...
Dak uns anos meu blog vai ficar mais famoso que o Kibe Loco!!

morales 25 de mai de 2008 20:50:00  

Cara mais ainda tem muito preconceito, não vo falar q eu tambem não tenho um certo receio quando vejo um gay no onibus ou em alguem outro lugar, mais tem muitas pessoas q falam q odeia preconceitos e são uns hipocritas!!!

abç

http://deirisadas.blogspot.com/

morales 25 de mai de 2008 21:00:00  

Já comentei nesse post!!!^^

Thaíssa Vasconcelos 25 de mai de 2008 21:12:00  

As diferenças podiam mesmo se encurtar, literalmente, como essa ponte!

Bruna *Lovegood* 25 de mai de 2008 21:22:00  

Quanto tempo q não venho aqui!
Vou te linkar pra não te perder, táá?!

Tbm escrevi sobre isso no meu blog, semana passada. Adoro gays, apesar de ser hétero, osu uma eterna adimiradora de todo esse povo e apoiadora da diversidade, em qualquer setor.
Acho q a ponte deve ficar sim mais curta, sem essas divisões de, um lado da boate pra gays, outra pra héteros, isso é, de certa forma, descriminação da parte dos donos e organizadores da boate.
EPra mim é como antigamente, q os negros tinham um bebedouro especial, e se tentassem beber água no dos brancos, apanhava.

carol 25 de mai de 2008 21:30:00  

Apesar de ser hetero, eu acho a parada gay muito divertida rsrs...

E no mais, abaixo o preconceito!

Gostei do texto, mas nem vou falar muito sobre ele, pois já disseram tudo aqui em cima de mim...

Eduardo Ximenes 25 de mai de 2008 21:48:00  

Como sempre otimos post!

abraço cara!

http://republicafederativa.blogspot.com/

Henriq 25 de mai de 2008 23:13:00  

o meu pai lá no meio ia passar o facão em todo mundo.


se puder:

www.frieiracerebral.blogspot.com

ಌಌDιαηαಌಌ [Wonder Woman] 25 de mai de 2008 23:15:00  

aos poucos as pessoas vêem que gay é também gente, eu ia me divertir muito numa parada dessas...rs
ah e sobre o meu último conto, "Encontro casual", os cães ficaram bem alimentados sim, imagina se eu ia deixar os dois com fome(adoro cachorros). Todo mundo saiu muito satisfeito, eis as provas:
1.Daniel deixa o Aquiles comendo e vai tomar banho. Enquanto se ensaboa lembra do jeito sedutor de Lívia, imagina como seria tê-la mais próxima

2. Lívia acorda com o latido de sua cadela, olha para o relógio e percebe que estava atrasadíssima. Veste-se às pressas, derrama a ração da cadela na vasilha, e sai andando apressadamente pela calçada em direção à parada de ônibus.

2 horas de dor?preocupada com sua saúde!!rsrsrs

beijo

junquera, r. 26 de mai de 2008 10:37:00  

Prezado, li seu post e gostei dele, mas terei que discordar de vc quando vc fala, logo no início, que a Parada se tornou um grande negócio... (que não é, afinal, o assunto desse post...)

Para mim, o que ocorre é que a imprensa é tímida, insegura e ineficiente ao noticiar e retratar os eventos gls e afins. Em vez de mostrar a sub-cultura gay (por sub cultura, entenda-se uma cultura dentro de outra maior, e não uma cultura iferior...) e outras questões subjetivas aos homossexuais, prende-se a questões concretas, como o faturamento do comércio, a lotação do setor hoteleiro, e por aí vai...

Você, porém, amigo, não prenda-se a essa visão transmitida pelos jornais!

Rosangela 26 de mai de 2008 11:44:00  

Parabéns pela postagem!!

não tenho nem muito oq comentar vc falou tudo ..

Abç........

Wander Veroni 26 de mai de 2008 11:49:00  

Ôh meu amigo, olha eu aqui outra vez..lá na comunidade, no tópico de sempre, caiu para entrar no seu blog.

Então vou aproveitar e fazer um merchan pra vc: amigos blogueiros, esse blog vale a pena. Só tem texto legal...um melhor q outro!

Gostou do merchan?

Abcs,

=]
__________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

carla m. 26 de mai de 2008 12:43:00  

Os rótulos somem, é só as pessoas lembrarem da sua humanidade.

Eu adoro ir em festas homo, mesmo sendo hetero, por tudo isso que tu citou, mas também, por que o público homo é muito exigente, e isso sempre garante festa boa.

E iria na mesma festa se fosse hetero e tivesse tudo que tem numa festa homo. Mas se os rótulos caíram pra mim, pro mundo lá fora não. Temos sempre que ir contra isso.

Amanda Guerra 26 de mai de 2008 14:17:00  

Eu fui uma vez só, com meu namorado. O que mais me chamou a atenção, foi a liberdade. É interessante como num lugar que as pessoas que frequentam costumam sofrer preconceitos de todos os tipos, não se preocupem com como você dança, ou quanto você bebe e o que está vestindo.

Não tem preço!

Lomyne 26 de mai de 2008 14:28:00  

Pois pelo que eu vejo, é que cada vez mais ser gay é cool. Em Curitiba, por exemplo, as baladas gays estão cada vez mais cheia de héteros. Casas clássicas gays viraram ponto de heterossexuais em busca de boa música, porque afinal o melhor da música eletrônica está nas boates gays. Aqui, ser gay é ser de vanguarda.

Nina Ferreira 26 de mai de 2008 14:31:00  

Mas, é claro que homossexuais são pessoas inteiramente normais. O excepcional é que o mundo, especificamente o Brasil que tá mais perto da minh visão, esteja começando a perceber isso agora.
Talvez isso se deva ao fato da educação dos pais não serem mais tão embasadas em religiões fanáticas, que não respeitam as diferenças e as tratam como doenças.
Viva a liberdade, ora!

Abraço.

Lizzie 26 de mai de 2008 14:33:00  

Interessantíssimo. Não tinha lido nada a respeito ainda. E sinceramente, deve ser ótimo ir a um local e se divertir sem ser incomodada por 'mãos bobas', homens bêbados ou pessoas sem o mínimo senso de pudor.


Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Mente 26 de mai de 2008 14:52:00  

quem ainda não percebeu que ser diferente é normal....tá perdendo muito, enquanto poderia aproveitar as trocas.

Michell Niero 26 de mai de 2008 14:55:00  

Teremos roupas unissex à venda em lojões do brás em muito pouco tempo. Mesmo para um hétero, como eu, considero a androgenia um comportamento de forte apelo para as próximas gerações. Não pixo, pelo contrário, comemoro pois nisto se encontra o que há de mais precioso no ser humano: a liberdade de escolha.

Tania Montandon 26 de mai de 2008 15:08:00  

"mais fácil desintegrar um átomo"

concordo com isso q é taao mais antigo q minha bisa, porém tão real no mundo hodierno

bjos

Cinttia 26 de mai de 2008 15:14:00  

adorei o post, eu participo muito de festas gls e adoro,ainda bem que o preconceito esta diminuindo :)

Alcione Torres 26 de mai de 2008 15:29:00  

Isso é muito bom, pois não dá para escapar. Os homossexuais são uma relaidade e estão se impondo.

Sarapatel de Coruja!

Parmitaum 26 de mai de 2008 15:39:00  

BRASILEIRO SEMPRE FOI UM POVO RECEPTIVO, ACREDITO QUE A MINORIA REPRESENTE A EXCLUSAO DESTA CASTA SOCIAL.
SABE-SE QUE O PRECONCEITO É QUASE NULO DEVIDO A VARIAS TRIBOS PARTICIPAREM DESTE EVENTO QUE COM CERTEZA É DIVERTIDO...

MT BOM POST
ABRAÇO

Blogeiro - Leandro R. 26 de mai de 2008 16:04:00  

hmmm...é verdade!

=D~~

http://semtosquices.blogspot.com/

Samuel 26 de mai de 2008 16:09:00  

Quais os temas q vc aorda aki no blog?

Elton D'Souza 26 de mai de 2008 16:13:00  

esse preconceito vem caindo cada vez mais, e tbm já era sem tempo. homossexuais são seres humanos e merecem todo o respeito.

Samuel 26 de mai de 2008 16:14:00  

Quero saber que temas voce dicute no seu blog?

caio arroyo 26 de mai de 2008 17:45:00  

O Brasil e que bom sempre sera um país que rompe barreiras dos preconceitos, tem sido assim com os gays, com deficientes, negros e etc, qualquer tipo de preconceito não deveria existir,espero estar vivo quando pelo menos as pessoas souberem respeitas as diferencas

Hudsay 26 de mai de 2008 21:32:00  

Isso é uma evoluçao que está acontecendo no Brasil, que é realmente de se orgulhar. O país está conseguindo superar o preconceito ao homossexualismo. Tomara que a negros, judeus e afins, também seja superado, TUDO. Preconceito é o fim. É horrivel de ridículo. São com essas manifestações públicas que as pessoas percebem que ser contra o homossexualismo, nao está com nada. ¬¬
Pessoas com opções diferentes, como você mesmo disse, amam, pagam, dirigem, que nem pessoas normais. Só suas escolhas são direfentes, assim como as escolhas de ninguém são iguais.
Parabéns ao seu blog. Aborda temas bem interessantes, parabens =]
Beijos.

http://hudsay.blogspot.com

Pedro Pyratero 26 de mai de 2008 21:44:00  

legal d+ cara!

Cleidemar 26 de mai de 2008 22:12:00  

não ha mais espaço para preconceitos no mundo moderno....
so isso....


visite:

http://blogdocleidemar.blogspot.com/

Vivian Barros 26 de mai de 2008 22:31:00  

Eu nunca fui a uma boate GLS e pelo que descreveu tem lá suas vantagens sim...
Pelo menos pra quem quer curtir a noite em paz... só curtir!!!
Abraços,



http://www.vivian-barros.blogspot.com/

- Mariana - 27 de mai de 2008 12:28:00  

Me identifiquei muito com esse post! Não, não sou lésbica. Mas meus amigos de balada são, 90% deles, gays. Issso significa que sempre vou a baladas GLS. Posso confirmar, são as melhores quando se quer apenas curtir a noite, dançar e dar risada (e, quem sabe, acabar mudando de time por alguns minutos, hehehe). O melhor de tudo é poder ir ao banheiro com o melhor amigo. hauhua
O respeito, a liberdade...não tem preço.

Bruno Monin 27 de mai de 2008 22:26:00  

Concordo plenamente com os comentários das pessoas do texto. Baladas GLS são mais animadas, mais engraçadas, adoro ir em baladas gls.

Como eu tinha dito no meu texto sobre a parada gay, muitas famílias estão levando seus filhos para o evento, que é um exemplo bom.

Ótimo texto. Nos visite também.

Bruno Monin > BloGZinho.com

Marcos Costa Melo 27 de mai de 2008 22:55:00  

Acho que ainda há um grande caminho a ser trilhado para que essa ponte encurte ainda mais. Vejo muito preconceito velado ou enrustido ainda, que se revelam ferozmente quando o assunto esquenta um debate.

Mas é um exercício diário de tolerância e isso é fundamental para a convivência humana.

abs

Daniel 27 de mai de 2008 23:31:00  

O segundo logo da foto do casal heterossexual (certeza que esse cara é hetero? :P) é do Blender... e como ele é um editor de vídeo e não de foto, eu só posso imaginar que alguém copiou descaradamente :)

Flá Absolut 28 de mai de 2008 11:49:00  

huahuahuaha, eu já tinha postado aqui

te adoro amigo :)

Rafael Carvalhêdo 28 de mai de 2008 12:09:00  

Euzer! Eu ainda fiquei surpreso com algumas opiniões por aqui... mas claro, elas foram a menoria.

Pelo visto, alguns ainda acham que os gays estão buscando direito demais, como se de fato não o tivessem. Ridículo!!!

E alguém por aqui comentou:"Mas eu creio que sempre vão existir os falsos puritanos com o preconceito dissimulado". Acredito nisso também.

Olha! Mas que a coisa está melhor para essas pessoas, está. Infelizmente ainda existem casos de homofobia em todo país.

Belo post! Importante e relevante, principalmente pra um blog tão visitado.

Letícia Castro 4 de jun de 2008 22:03:00  

Pois é e, aliás, a Parada foi uma loucura aqui em Sampa. Esta ano não vi, tava viajando.
Beijão pra vc!
Letícia.
http://babelpontocom.blogspot.com

Anônimo 2 de fev de 2011 13:49:00  

Rkr c ket r franksxxxlinks, hot xxx movies. Qww i, mci kmiima|xxw gzvwocz c ss za.

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP