Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

JÁ VI ESTE FILME ANTES

>> domingo, 15 de junho de 2008

(Leia o texto até o final antes de comentar. E por favor, nada de "bacana seu blog". Seja criativo)

Estreou recentemente no canal pago Fox a série “9 mm, São Paulo”. A série, que vai ao ar toda terça às 10 da noite e nesta primeira temporada terá quatro episódios, se apresenta como “a verdade sobre a polícia”.


No primeiro episódio, uma modelo é encontrada morta e a partir da investigação, a equipe do Doutor Eduardo chega a uma rede de prostituição que envolve inclusive crianças.

E aí é que o caráter dos personagens começa a aparecer. E é através disto que a polícia mostra sua cara.

Eduardo é o delegado. Um homem que se preparou para ser policial. Tem curso superior, pós-graduação, mestrado e muita vontade de fazer a polícia ser honesta. Mas muitas de suas conquistas devem-se ao seu sogro, deputado federal.

Luísa tem uma filha adolescente. O trabalho na polícia exige dela uma dedicação que faz falta à filha, que dela cobra essa ausência.

Tavares acabou de entrar na polícia, mas conhece as regras do jogo do crime. E a todo o tempo usa-os a seu favor (não necessariamente a favor da polícia).

Horácio é o policial que conhece bem o submundo da lei e do crime. Prestes a aposentar-se, tem acesso livre aos “cabeças” do crime e, assim como Tavares, pode usar justamente o criminoso para resolver um crime, bastando-lhe pedir um favor.

E 3P é um jovem idealista e meio porra-louca. Capaz de trepar alucinadamente dentro do carro com uma garota e só depois de gozar, descobre que ela é (muito) menor de idade e usuária de drogas pesadas. E ele nada faz diante disso.


De repente uma série entra em nossas casas e mostra uma chapa de raio X da polícia de São Paulo. Ultimamente quando abrimos jornais, revistas ou vemos os telejornais, já não nos surpreendemos tanto quando há uma notícia de policiais corruptos, envolvidos com o crime, etc. A série da Fox mostra que a polícia ajuda a promover a justiça trilhando muitas vezes pelas linhas tortas do crime.

Fiz-me uma pergunta: por que eu, que sempre achei errado um policial agir de forma ilícita, torci para que as atitudes ilícitas dos policiais da série ajudassem a resolver o crime? Espero que esta série provoque não apenas este, mas outros questionamentos. Ainda que eu não encontre respostas, o simples fato de provocar perguntas, já vale o desafio.

45 bedelhos!:

Mariana 15 de jun de 2008 21:46:00  

Pô! que blog bacana!!!

Mariana 15 de jun de 2008 21:47:00  

hahaha brincadeira!!!!!!

meoo.. eu tb nao gosto de corrupções...
Mas nos filmes eu sempre torci para o policial.. mesmo fazendo coisas ilicitas...

acho que está no nosso imaginário do "fazer o bem"...

sei lá..
Eu sou um pouco privilegiada quanto a essas questões, pois nunca vivenciei algo do tipo, apenas assisto.. estudo e comento!!

bjs

Maiara Maria 15 de jun de 2008 21:50:00  

A sinceridade à "Tropa de Elite" parece estar virando moda e vai ter muita gente embriagada com TELEVISÃO.

Danilo Moreira 15 de jun de 2008 22:02:00  

Interessante essa série, mas como a moça de cima falou, me preocupa o fato de isso acabar virando moda... que toda TV vai copiar e banalizar...

Abçs!!!!

O Em Linhas... tem novidade, mas tem uma pequena mensagem pra vc na postagem anterior, de aniversário...

E para você, o que significa SER e TER?

Confira:

----------------------------------
Delírio - Ser e Ter

http://emlinhas.blogspot.com/

EM LINHAS...
Quando as palavras se tornam o nosso mais precioso divã.
----------------------------------

Bruno R.Ramos 15 de jun de 2008 22:33:00  

o melhor do blog é a originalidade e o toque de versatilidade que geram sempre bom astral e irreverência.

Vihn 15 de jun de 2008 22:49:00  

Interessante! Baixarei o piloto depois assim que tiver tempo \õ.
______________
http://coisadegentedoida.blogspot.com/

Tatiana Camilo 15 de jun de 2008 22:57:00  

Esse série tem tudo pra ser de qualidade e criar questionamentos como vc mesmo escreveu. O mundo precisa de coisas desse tipo: para fazer a consciência agir sobre o reflexo da sociedade, e não para introduzir opiniões formadas. òtima dica de série!

Convido a visitar meu blog:
www.espelhomagic.blogspot.com

Bjs

Mayna 15 de jun de 2008 23:29:00  

Eu li uma matéria sobre o lançamento dessas série, mas ainda não tive a oportunidade de assistí-la. Pensei que fosse meio CSI. Assim que tiver essa oportunidade poderei fazer um comentário decente sobre esse post e seus questionamentos.

http://maynabuco.blogspot.com

Lya Lopes 15 de jun de 2008 23:56:00  

Fiquei sabendo do lançamento da série há alguns meses. Espero que valha a pena. É uma ótima tentativa de tornar o Brasil um produtor de séries, não só de telenovelas.

Jornalista Azarado 16 de jun de 2008 07:16:00  

Sabe, acho que estamos tão cansados de só ver corrupção, sacanagem, injustiça, que acabamos torcendo para que, mesmo pelos "caminhos tortos", a justiça seja feita e a policia faça sua parte: prenda os criminosos... Primeiro acabar com os criminosos, depois acabar com os policiais criminosos.. Será esse o pensamento?

Edu 16 de jun de 2008 12:36:00  

Sinceramente? Comecei a ver o primeiro episódio mas parei. Não que eu seja alienado, mas de palavrões a torto e a direito, mortes, corrupção e tudo mais eu já estou cansadinho. Bastam as notícias. De noite eu fico com Two and a Half Men, mesmo. E boa noite, Cinderela.

Beijo!

Eduardo Ximenes 16 de jun de 2008 18:32:00  

Tudo nada totalmente legal funciona...são esses atalhos obscuros que fazem as coisas acontecer, se não acontecer é porque está certo demais. Acho que 1% das coisas acontecem encima do pano...99% por debaixo dele...é isso...Atuar "ilegal" tem seus pros.

Gelsa Mara 16 de jun de 2008 22:44:00  

Não assisti à série ainda, apenas soube dela após sua estréia, espero assisti-la amanhã e aí sim poderei poder com propriedade. Mas concordo com vc que a série será válida se fizer com que a população pense em suas atitudes, em seus conceitos e ajude-nos a entender melhor como as coisas devem funcionar e qual a nossa relação com a violência e a injustiça.

Flavitcho 16 de jun de 2008 22:50:00  

Parece que a gente acostuma a querer que tudo dê certo, sem importar com como se tá fazendo aquilo. É a coisa do "os fins justificam os meios".
Se bem que... nem sempre, não é mesmo?!

Gelsa Mara 16 de jun de 2008 23:07:00  

Euzer, sou de Campo Belo, interior de minas gerais. Creio que as greves e os piquetes sejam justificados, mas preferia que as coisas se resovessem com uma boa conversa em uma mesa de negociações...

Bruna 16 de jun de 2008 23:10:00  

Parece ser bem legal, mas eu como uma simples mortal pobre que não tem tv a cabo não vou ter a oportunidade de assistir.

;P

Dan Souza 17 de jun de 2008 00:00:00  

Eu sempre gostei de series policiais e essa parece ser bem legal!!!=D

E qnto a policiais fzndo coisas ilicitas...
Eu fico com muita raiva, mas sempre torço 'pro lado da lei'!rs

Bjo

Lucas 17 de jun de 2008 00:51:00  

Adoro series policiais, vou tentar ver essa, pena serem so 4 episodios, quem sabe de certo e resolvam investir nela. xD

www.oapanhador.blogspot.com

Amanda Guerra 17 de jun de 2008 13:58:00  

Eu acho que na população em geral não causa questionamento nenhum. Assim como Tropa de Elite, a grande parte das pessoas vai ter pensamentos como ¨isso aí, faz lá o que você acha que é certo. o importante é resolver¨

Sei lá, sou contra esse tipo de série e esse tipo de filme. acho que a maioria das pessoas, além de não aprender nada, ainda desaprende alguma coisa.

Fernanda Fernandes Fontes 17 de jun de 2008 17:31:00  
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernanda Fernandes Fontes 17 de jun de 2008 17:33:00  

Que os questionamentos levantados virem ações!

Não tive ainda a oportunidade de assistir tal série, mas ouvi comentários positivos. Só tenho medo de que este modismo "Tropa de Elite" favoreça as ações contrárias e corruptas da polícia. Acredito que o lado negro não deve ser glamurizado, e isto as vezes acontece.

Paula Basques 17 de jun de 2008 20:22:00  

Não conheço a série, nem sabia da existência dela. Quanto à sua pergunta, acho que é o dilema que muitas pessoas vivem atualmente, sobretudo as mais velhas. Na minha opinião vivemos um conflito de valores, um conflito entre o que é certo e o que é errado. Além disso, diante de tanta impunidade de todo e qualquer tipo de bandido, quando você vê o mocinho resolvendo um crime, colocando o malvado na cadeia e fazendo com que você se sinta um pouco mais seguro, é como disse Maquiavel e alguém em comentário anterior, os fins justificam os meios.

Um abraço,

Rafael 17 de jun de 2008 23:22:00  

Muito obrigado pelo comentário no blog! Volte sempre que quiser...

Acompanhei o episódio passado, e hoje simplesmente, esqueci =/

Agora é esperar a reprise. Mas eu achei MUITO interessante essa série, até pela proposta, e por não tentar ser um novo Tropa de Elite.

abraço!

Fernando Gomes 17 de jun de 2008 23:25:00  

bom..eu acho que essa série vai ser boa.
ainda não baxei o primeiro episódio e vi algumas críticas até desfavoráveis, mas vamos ver.. tomara mesmo que esse tipo de produção se destaque com sua trama e sua capacidade de instigar o lado social do telespectador.

http://www.andisaidgoddamn.blogspot.com/

Bruno Monin 17 de jun de 2008 23:37:00  

Parece ser uma produção ótima, pena que não posso acompanhar, não disponho de tv a cabo. Uma coisa que fiquei sabendo é que eles falam muito palavrão, é verdade? Acho isso um pouco exagerado em filmes nacionais, mas como na tv fexada tem um pouco mais de liberdade, eles acabam excedendo um pouco.

Nos visite também.

Bruno Monin > BloGZinho.com

Dih da Pâhzinha... 18 de jun de 2008 00:27:00  

Grande euzer...
tudo certo???
cara é nessas horas que me falta uma assinatura de SKY, NET e essas coisas...

http://www.avidanobeco.com/

Wander Veroni 18 de jun de 2008 21:46:00  

Oi, Euzer!

Li uma reportagem na internet sobre essa série, antes de estrear na FOX, qdo tava em fase de pré-produção aqui no Brasil e já fiquei apaixonado por ela, só de ler a sinopse.

Ainda não assisti pq não tenho TV PAGA. Mas ela deve acabar virando DVD, daí eu alugo. Achei uma "maldade" só fazer 4 episódios de 1ª temporada. Deveriam fazer pelo menos 16.

Ótima dica de série!

Depois passa lá no Café, ok!

Abcs,

=]
______________________________
http://cafecomnoticias.blogspot.com

maricotO 18 de jun de 2008 22:10:00  

Agora q isso voltou a funcionar, deixo meu comentário!

Parece muito bom. Pena q nao tenho como assistir!
Provocar questionamentos e até plantar a dúvida nas opiniões das pessoas é um dos trunfos maiores que o entretenimento de qualidade pode conseguir! Afinal, depois de livre, a arte pode ter suas alfinetadas, aliás pra isso que deve ser livre! rsrs

Valeu!!

carla m. 18 de jun de 2008 23:25:00  

oi Euzer!!!

então, eu adoro séries policiais, e pena não estar com TV à Cabo no momento, pra dar uma conferida.

Mas já me peguei me questionando exatamente como tu. E depois resolvi desencanar, por que essa é a função da ficção: permitir que a gente canalize um pouco dos sentimentos que não podemos ter na realidade.

E a reflexão faz bem. Mesmo que não mude nada, ajuda a lidar.

beijocas!

Marcelo 18 de jun de 2008 23:34:00  

ACho esta adaptação brasileira do que já vemos nas séries americanas o máximo. Com relação a ação ilicita, acho que já vivemos um perigoso ponto de saturação, Euzer. Muitas vezes, nos pegamos com uma interna satisfação quando vemos policiais envolvidos com execução de marginais. Tenho medo do que nos regozijamos ainda que internamente.

P.S.: Dizem que estão preparando uma espécie de tropa de elite em séris também... promete

thiago 19 de jun de 2008 01:47:00  

Mas veja o lado bom dessa série: finalmente a indústria "nacional" está viva e fazendo coisas com qualidade aceitável.

Aliás, já reparou que sempre que fazem alguma série brasileira de qualidade é sempre feita por um canal da TV paga e AMERICANA??? O Brasil é uma merda mesmo...

LI-VERISSIMO 19 de jun de 2008 09:41:00  

É muito interessante... tbm ouvi e li algumas críticas a respeito. Vou procurar a primeira temporada.
A sua iniciativa de escrever sobre a série é excelente, e como vc mesmo disse: "O simples fato de provocar perguntas, já vale o desafio"

Beautiful Stranger 19 de jun de 2008 10:58:00  
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
felipe 19 de jun de 2008 17:24:00  

Que blog bacana rsss.
Bom, não vi a série ainda,mas já tinha lido a resposta. Em tempos de militares entregarem pessoas para outras matarem, acho que a máxima: os fins justificam os meios, ficou meio perigoso.
Em quem devemos confiar? ou melhor: em quem podemos confiar?
O tempo nos dirá.
grande abraço
felipe
www.muitoadeclarar.zip.net

Chay Fernandes 19 de jun de 2008 17:43:00  

Acho que o problema é que de uma forma ou de outra a gente quer que funcione. Se as atitudes erras vão levar a uma solução, de certa forma a gente tende a pensar que o fim será correto. Nem sempre funciona assim.

Mas o que eu posso dizer? Assistindo Dexter e torcendo para um Serial Killer? ;)

Ed Cavalcante (POST SÉRIES) 19 de jun de 2008 21:03:00  

JÁ POSTEI NO MEU BLOG SOBRE ESSA SÉRIE. AINDA NÃO VI O PRIMEIRO EPISÓDIO. ACHO INTERESSANTE O FATO DE TER GENTE CRITICANDO A SÉRIE PELO FATO DE EXPOR AS CHAGAS DO BRASIL. EU NÃO VEJO NENHUM PROBLEMA NISSO. OUTR COISA, A PREMISSA NÃO É NOVIDADE. NA DÉCADA DE 70 HUGO CARVANA FAZIA SUCESSO NA GLOBO COM O ÓTIMO "PLANTÃO DE POLÍCIA" QUE SEGUIA A MESMA LINHA!

Thais 19 de jun de 2008 21:23:00  

parece ser bom em
um abraço

Thatha 19 de jun de 2008 21:27:00  
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Lica 19 de jun de 2008 22:04:00  

Eu assiti e hj e adorie a ideias de ter um seriado super brasileiro pasando na tv paga e por ser um canal americano na verdade , espero que de muito ibope eu vou estra lá assitindo ed ando maior força ate pq é super legal...

adorei o post fazia tempo que não passava aqui...

bjokas
http://deslica.blogspot.com/

Bruna 19 de jun de 2008 22:12:00  

Mais uma vez me deparo com uma barreira: não sou "rica" suficiente pra ter tv a cabo pra assistir as séries legais.
Eu gostei da descrição deste seriado, parece realmente ser um daqueles que vale a pena assistir.
Bom..quem sabe um dai o Silvio Santos compre e passe no SBT os episódios fora de ordem e incompletos..

;*

Cristiano Vieira 19 de jun de 2008 22:15:00  

As vezes as coisas passam desapercebidas, ja fazem parte da rotina de coisas normais e acabamos ficando alienados neste sistema corrupto... odeio isto quando acabo percebendo!
E quanto talento pra escrever hein!
abraço!

Marco Antonio 21 de jun de 2008 23:42:00  

No meu ambiente de trabalho mesmo aprendi que dá pra atingir o caminho do bem utilizando trilhas alternativas.
Mas precisamos muito mesmo muita intuição e senso crítico.

Dário Souza 24 de jun de 2008 21:46:00  

"o simples fato de provocar perguntas, j� vale o desafio"
O simple fato dessa frase estar no post valem a pena ter-o lido.

Parabens

Gabriel 30 de jun de 2008 21:20:00  

A televisão sem som já é um bonito quadro (...)

Victor Aguiar 10 de jul de 2008 00:54:00  

Estou afim de ver essa série.
Só falta tempo. (:

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP