Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

OBRIGADO MEU AMIGO, PELOS MELHORES SORRISOS DA MINHA VIDA

>> sábado, 3 de janeiro de 2009

Pepe (20/07/2004 - 03/01/2009)

Minha vida era ótima. Mas quando você apareceu, ela se tornou melhor ainda.
Hoje eu me sinto leve. Porque você levou uma parte de mim que eu não sei dizer qual é.
Agora não vou ter mais seus latidos quando eu chegar do trabalho.
Não terei mais você desesperado querendo comer o que eu tirei da geladeira.
Não terei mais você correndo para buscar o pesinho de borracha e NÃO me devolver, como você adorava NÃO fazer.
Não terei mais você com as patas pra cima no chão da sala recebendo carinho na barriga peluda.


E quem é que vai passear comigo agora? Bem, eu não quero mais andar. Nem tenho mais a camiseta azul, o short preto e o par de tênis furado. Deixei com você hoje enquanto ia jogando terra e cavando um buraco no meu coração.
Nunca vou esquecer o último abraço.
Aliás, meu amor, nunca, jamais nesta vida, enquanto eu respirar, vou esquecer você.
Vou levar pra sempre aquela frase que li em algum lugar: "quem nunca sentiu um amor de verdade, deve ser por nunca ter tido um cão".
Vai, meu amor! Cumpra o resto do seu destino. E muito obrigado por me amar como você me amou. Porque foi seu amor que me fez amar você do jeito que eu amei e vou amar.
Eternamente!

29 bedelhos!:

Will 3 de jan de 2009 23:25:00  

...
...
...

Não sei o que te dizer, agora to com um nó na garganta. Qdo eu souber eu volto. Se é que vou saber..

Ana 3 de jan de 2009 23:26:00  

Quem nunca teve um cão, não sabe como é ser amado por inteiro, sem limites.
Ter um cachorro é uma alegria.
Você o deixa sozinho durante todo o dia, e quando chega, ele simplesmente esquece as horas que passou sozinho, pula em você, lambe,corre, pula outra vez.QUer que você veja que ele está feliz porque vc voltou. Ele respira aliviado, é lindo ser amado assim.
Eu sinto muito mesmo pelo Pepe.
Que Deus conforte o seu coração.
Dói, passa e fica as lembranças boas.
Um beijo.

Vinnie Moltisanti 3 de jan de 2009 23:32:00  

É, amigo, já passei por isso 4 vezes, 4 amores intensos que um dia levaram um pedaço de mim também. Na minha opinião, são como anjos, almas puras e carinhosas que vêm pra fazer nossa estada mais alegre aqui nesse mundo tão complicado e caótico.
Os momentos bons e as lembranças permanecem; o destino deles foi cumprido, mas eu bem sei como a saudade maltrata...
Muita força pra você nessa hora, tá? Aguenta firme, infelizmente é preciso... :(

Viviane Righi 3 de jan de 2009 23:57:00  

No momento, a dor e o sofrimento. Depois, as doces lembranças. Esquecimento, jamais!

Muita calma nessa hora...
Você agora tem um "anjo" ainda mais juntinho de você.

Um forte abraço!

Wander Veroni 4 de jan de 2009 08:01:00  

Oi, Euzer!

Puxa vida...tô com um nó na garganta...sei de longe o quanto que o Pepe significava para você...e o que posso te dizer nesse momento: força, meu amigo! Força! Também perdi meu cachorro mês passado, perto do Natal, e sei o quanto isso é um golpe difícil.

Abração e se cuida!

[ rod ] 4 de jan de 2009 13:37:00  

Poxa cara que mau notícia... tenho convivido com uma labrador e sei como que é um animal em nossas vidas... como ela transmite amor e companheirismo.

Fico aqui triste por ti...

Abçs e força aí rapaz.








Novo Dogma:
ceGo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Gabriela 4 de jan de 2009 16:05:00  

Olá. Nem sei o que dizer, às vezes o silêncio vale mais que mil palavras. Também tenho um cãozinho, quase o perdi quando ele tinha 6 meses, mas graças a Deus conseguimos salvá-lo e hoje a gratidão que ele sente ainda é tão grande que não dá pra descrever (isso depois de quase 4 anos). Imagino o que você está sentindo amigo, tenha na cabeça somente os bons momentos que vocês passaram juntos, o tempo é o melhor remédio. Abraços.

Mariana 4 de jan de 2009 19:24:00  

Todo meu carinho para você, querido...


Beijos!

Fernanda Fernandes Fontes 4 de jan de 2009 22:41:00  

Euzer, querido! Me emocionei ao ler sobre a despedida de Pepe. Parece que eu adivinhava ao te dar o presente de Natal... sinto pq sei como vc o ama. Mas fique bem! Estamos sempre por aqui, ok?!

Um bjão e se cuida!

Flávia Damato 5 de jan de 2009 17:57:00  

......................................................................

Nó na garganta..............................................................

Sei muuuuuuuuuuuuuuuuito bem o "tamanho" dessa dor.

Que a sua consciência (confortada por ter feito o melhor por ele) dê forças ao seu coração!

Abç!

O Frango... ® 5 de jan de 2009 20:13:00  

poxa... acho que a maioria das pessoas já passou por isso. Mas força aí... você deve tá precisando!

Paula 5 de jan de 2009 22:01:00  

Eu estava ultimamente pensando muito em vc e no Pepe, lendo o livro "Marley e Eu". Pensava no Pepe o no Trovão (Spike), lembra? Dois labradores parecidíssimos... caramelos e com olhos verdes. Tenho algumas cenas na minha vida q nunca apaguei da memória: a sua luta contra aquela maldita doença q o Pepe teve; eu indo pro enterro do meu pai e vc passeando com ele, parou para ver o cortejo e acenou pra mim e o dia em q fui parar no pronto socorro *rs de tanto beijar e abraçar essa coisa fofa q foi o Pepe. Essas cenas me marcaram e agora lembro dele com muita ternura e amor. Vc sabe mais do q ninguém o quanto amo os animais. Te ofereço todo meu conforto... se precisar de algo, estou aqui tá? Beijos da pessoa q sempre te amou e te admirou... mesmo distante.

Lucas Conrado 6 de jan de 2009 22:29:00  

Ai...
Sinto muito ler isso, sinto muito mesmo. Sei como é perder um grande amigo, principalmente quando é tão fiel e amoroso quanto um cachorro.

By melrym 6 de jan de 2009 23:02:00  

força moço...

Flavitcho 7 de jan de 2009 00:27:00  

Nossa...
Tem dor que a gente não tem como apagar mesmo.
E nem é bom esquecer, as lembranças boas vão predominar nos momentos de tristeza.

Um abraço e um beijo. :)

Marcos Costa Melo 7 de jan de 2009 02:10:00  

Poxa, Euzer, vejo que perdeu um amigo importantíssimo na sua vida.

Meus sentimentos.

Só quem já teve um animal de estimação sabe o quanto nos apegamos a esses bichinhos.

abs

Joyce 7 de jan de 2009 05:04:00  

Não sei o que dizer...

Queria poder te dar pessoalmente um daqueles nossos abraços para que pudesse (tentar) confortá-lo um pouquinho... Mas, como isso não é possível agora, sinta-se abraçado virtualmente...

Força sempre, amigo!

Marcelo 9 de jan de 2009 15:55:00  

Poxa, Euzer, meus sentimentos.
Eu sei o que é isso.

Tive uma gata durante 7 anos. Já briqguei até com namorada por causa dela. Há 2 anos ela adoeceu e morreu e levou um pedação de mim.
Carrego uma foto dela em minha carteira até hoje...
Abraços

Marcelo

ana 11 de jan de 2009 01:07:00  

ai que cão mais liindo que ele era!
MAs morreu novinho...tinha só 5 anos? Que que ele teve?

Ah, obrigada pelo comentário, fico ate sem graça de receber elogios assim, hehehe.
Volte sempre, e seja bem vindo a São Paulo!

Thiago Damião 12 de jan de 2009 00:09:00  

Que triste perder um cão, sempre quis ter um, um dia ainda vou ter
hehe
mas bonito pelo sentimento que você tinha e tem para com ele :D

ederdbz 12 de jan de 2009 23:09:00  

já tive um cão e provavelmente esta seja a declaração mais clara e emocionante que já li sobre esse animal incrivel...

Esse texto me fez sentir saudades do meu cão, portanto: Milu, onde quer que esteja, um abraço apertado.

Jééh 12 de jan de 2009 23:41:00  

Força ae amigo.

Ana Célia 14 de jan de 2009 23:05:00  

passando pra dar um oi...

té mais!

Floradas de amor 15 de jan de 2009 22:52:00  

Eu concordo com essa frase:
"Quanto mais conheço os homens mais eu gosto dos Animais"
.
.
.
Só posso desejar força.

Julio 16 de jan de 2009 01:37:00  

Bela homenagem prestada!
É muito triste perdemos um amigo tão fiel quanto esse!
Os cães são os únicos que amam verdadeiramente sem cobrar nada por isso!

Ellen Regina - facetasdemim 16 de jan de 2009 09:56:00  

Que belíssima declaração de amor...
Dá um aperto na garganta em imaginar a falta q vc vai sentir.

espero q fique tudo bem.
bjs.
ellen regina

Lari 20 de jan de 2009 00:04:00  

Ai eru acabei de assistir 'Marley e Eu' e seu cachorro era igualzinho o do filme. Vou chorar.

Que sad, muita força, e que ele esteja melhor onde estiver!

www.lari-landia.blogspot.com

;**

24 de jan de 2009 21:58:00  

depois de ter uma criaturinha dessas em casa não conseguimos mais viver sem eles, não é???
Tenho dois.... meus lindos!!!
Bjs

palavras ao vento 28 de jan de 2009 00:10:00  

hum..e dificl mesmo...eu ja tive um cão ke viveu 10 anos...o sentimento d eperda e ruim...mas como esta escrito no meu blog...temos que superar,,,

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP