Banner: Marco Antonio ///// Produção de Layout: Mariana Nunes

"EX BOM É EX MORTO"

>> terça-feira, 4 de agosto de 2009

O título deste texto é o nome de uma comunidade do Orkut com quase 60 mil pessoas. E eu estou entre elas. Afinal, por todo mal que um dia causou, todo e toda ex, seja mulher, noiva, namorada (com uma honrosa exceção no meu caso), ficada ou trepada deve ficar no mais eterno limbo.

Conheci uma fubanga no shopping de Bauru em dezembro de 2003 e, depois de um papo, marcamos um motel. Foi uma das piores transas e uma das mais retumbantes broxadas da minha vida. Faltou feminilidade, faltou sedução, faltou romance. E também, confesso, um pouco de boa vontade da minha parte. Acho que uma prostituta teria feito melhor, mesmo pagando.

Estes dias, fui com dois amigos a um bar e, logo depois da entrada, “cada um por si e a gente se encontra na hora de ir embora”. Estou no balcão do bar com uma malzbier quando ouço:

- Você não é o XXXX? Amigo de YYYY? Da cidade de ZZZZ?

Não, não sou XXXX, não sou amigo de YYYY e só conheço a cidade de ZZZZ de ouvir falar. Sim. Ela mesma: a fubanga de seis anos atrás estava em São Paulo, naquele bar. Quase que me sinto um Sérgio Enzo.

Algum tempo depois, fui fumar lá fora (sim, em São Paulo os bares já estão aplicando a lei antifumo que vigora oficialmente a partir de 7 de agosto), quando a fubanga chega perto de mim:

- Lembrei de você...

Socorro! Ela simplesmente me metralhou com tantas perguntas, querendo saber tudo o que aconteceu nos últimos seis anos. Inclusive lembrou-se da transa que não houve no motel. Eu estava quase me jogando no cinzeiro quando um dos meus amigos que, com a graça de Deus, a conhecia. Deixei os dois lá e fui pra pista.

E aí meu olhar e o dela se cruzaram. Primeiro, tímidos. Depois, mais incisivos. Um quase invisível sorriso nos nossos lábios. Onde eu estava, havia mais espaço que no meio da pista onde ela dançava com alguns amigos. Então, começou a aproximar-se. Foi quando senti alguém me cutucando no ombro. Era ela, a fubanga, me passando seu telefone num guardanapo.

Pra que? Quando olho pra pista, ela estava com cara de decepção e voltava para junto de seus amigos. Seu olhar fulminante impedia até que eu me aproximasse e fosse falar com ela. Deu medo!

Vacilão eu sou! Acho que nunca mais vou ter a oportunidade de ouvir a voz daquela garota, sentir o calor de sua pele, olhar fundo dos seus olhos, ser hipnotizado com seu sorriso e provar o gosto de seu beijo.


Pelo menos na noite de domingo eu fui menos azarado. Não apareceu nenhuma fubanga pra empatar minhas paqueras. Mas esta história, meu lado egoísta pede que eu guarde só pra mim. Compartilho meus fracassos amorosos. Já meus triunfos, são mais secretos que os atos do Senado Federal.

E você? Já passou algum constrangimento por causa de seu ou sua ex? Comente!

25 bedelhos!:

Dtescom.blogspot.com 4 de ago de 2009 19:07:00  

Minha Ex sempre foi um problema pra mim tambe haahauahau

Allerson 4 de ago de 2009 19:23:00  

kkkkkkkkk, Coitado do cara, mas foi burro tbm, amassava o papel e jogava fora e ia falar com a outra ue, vacilão.

www.allersonblogger.blogspot.com

§van§ 4 de ago de 2009 19:56:00  

Chuta que é macumba!

Carol Petry Matzenbacher 4 de ago de 2009 20:00:00  

tá, mas só me diz: por que tu não foi falar com a paquera depois que a fubanga te deu o telefone no guardanapo?
hahaha, adorei esse teu post. incrível a tua sinceridade!

Bom, pra responder a pergunta, vou retribuir, também, com sinceridade: eu tenho um ex gay. Então a resposta é sim, ele realmente já me fez sentir MUITA vergonha em várias situações embaraçosas. O simples fato de ele passar por mim, nos tempos de colégio, já me davam vontade de me enterrar no buraco mais próximo, hahah.

Gostei muito do teu blog. Volto na próxima!

Filhas da PUC
www.filhasdapuc.com

Laís 4 de ago de 2009 20:24:00  

meu ex me atormenta até hoje! ¬¬

L.Ikeziri 4 de ago de 2009 21:59:00  

Eaeee realmente... no shopping de Bauru, principalmente de sexta e sábado a noite só da fubanga e manos! e que azar hen... depois de 6 anos ter que passar por isso! É triste demais! o pior é que ela apenas te atrapalhou =S, mas como você disse, sempre haverá mais conquistas!

Abraços!
L.Ikeziri

FábioE§¢orpïão 5 de ago de 2009 01:39:00  

A maldita, além de ter te traumatizado no passado, ainda embaça o lance com outra?

Pendura um sino no pescoço dela, pra vc saber da próxima vez em que essa vaca estiver por perto ...

:)

BRUNO 5 de ago de 2009 02:40:00  

Gostei da definição "fubanga" rsrsrsrs apesar do bom humor vc disse uma verdade, é msm constrangedor encontrar uma pessoa, e dependendo da personalidade dela... hahahaha

Obrigado pela visita ao meu blog, vc é sempre bem vindo por lá. Abraço!

Sr.F 5 de ago de 2009 09:30:00  

Olha situação tão complicada nuna passei, pra ser sincero tenho bo,m relacionamento com todas ex que tive. Claro que algumas vezes vc encontra a pessoa onde menos espera e aí dá vontade de se jogar no cinzeiro como vc falou,rs

Relato bem divertido

abraços

5 de ago de 2009 13:35:00  

Constrangimentos assim não passei.
Mas concordo plenamente com o título!!!
Tenho tido tantos problemas com ex marido....afffffffffffffffffff
Socorrrrrrrrooooooooooooo
rs
Bjs

Mariana 5 de ago de 2009 15:43:00  

hahahahaha tem coisas que eu só posso ler por aqui mesmo.

Caraca....

já tive alguns constrangimentos... mas nada assim empatação.

Beijos, querido!
O saudade!

Wander Veroni 5 de ago de 2009 19:19:00  

Oi, Euzer!

Me identifiquei com cada linha que vc escreveu. Já passei por isso também. Não é que a gente deseje o mal da ex, mas é bom que ela continue no limbo e não volte mais pra nossa vida...hehehe. Adorei o texto!

Abraço

Raphael C. Lima 5 de ago de 2009 19:22:00  

Nossa, morri de rir aqui. Eu nunca namorei, então n sei como é a situação. Ex ficante eu nunca esbarrei tb, rs. E espero que assim se mantenha.

Paula Pieroni 5 de ago de 2009 19:55:00  

Ñ TÔ ENTENDENDO NADA!!!! QUE HISTÓRIA É ESSA EUZER??? 2003??? COMO ASSIM????? EXIJO EXPLICAÇÃO!!!!! SENÃO VOU DAR UMA DE EX AQUI!!!!

Estêvão dos Anjos 5 de ago de 2009 20:21:00  

Sempre existe aquela que o cara por mais que tente esconder descobrem. meu passado é repleto delas :p

Danilo Moreira 6 de ago de 2009 00:40:00  

Já passei por isso tb. No Natal, familia inteira em casa, eis que chega minha ex, e cheia de indiretas pra mim... me deu vontade de levá-la ao forno junto com o pernil...rsrsrs

E nao é que ela repetiu o mesmo feito no ano novo.

Coincidencia ou não, namoramos em 2003... mas isso foi no final daquele mesmo ano...

Ninguém merece...

Abçs!!!

Está a fim de ler uma polêmica?

Então, visite:

http://blogpontotres.blogspot.com/

Descarga! 6 de ago de 2009 19:30:00  

Huhauahuahuahauhauhauhauhauahuahauhaua

Ri demais da sua narrativa. Lembro o cara que anuncia os filmes de suspense da globo Huahuahuahauhauhauahuahauhauauhahua

Eu mesmo nunca tive problema nenhum com ex, até porque nunca tive ex, tô com o primeiro desde sempre :D

Paula 6 de ago de 2009 19:47:00  

Eu tenho amizade com os meus ex...mas não quero o meu namorado com amizade com nenhuma ex dele, egoismo?! Mas é claro!!! rs

Daniel A. S. 6 de ago de 2009 19:49:00  

Algumas ex merecem a morte mesmo (no meu caso, bem poucas) mas isso não impede que nós, contrariando nossa própia lógia, as desejemos secretamente as vezes...

http://daniel.a.s.zip.net

Anônimo 6 de ago de 2009 20:02:00  

Quyando acabo um relacionamenro faço questão de mudar meus telefones acabou, se vier falar comigo perde tempo.

Eu tb sempre namoro com mulheres distantes do meu bairro assim nao me bato com elas quando for comprar o pão.

BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net
www.twitter.com/blogdorubinho

HSLO 6 de ago de 2009 22:19:00  

É a primeira vez que venho ao seu blog...e confesso que gostei muito.

Te linkei aos meus favoritos..


abraços

Hugo de Oliveira

Anônimo 8 de ago de 2009 10:36:00  

Por eu morar um pouco distante dela ainda não, mas eu penso se um dia me encontrar com ela por ai, até o shopping que eu curtia ir e ela semre anda lá eu deixei de ir para nao me dar d ecara com a criatura


BLOGdoRUBINHO
www.blogdorubinho.cjb.net
www.twitter.com/blogdorubinho

Marco Antonio 8 de ago de 2009 20:17:00  

Já passei. E prefiro não comentar! Rs
De todo jeito, certas lembranças existem para estar bem guardadas e desenterradas na hora de colher conhecimento e evitar novos erros.

J P F O X 12 de ago de 2009 21:42:00  

As exs que não esqueço não querem mais nada comigo, mas as que eu quero bem longe, são as que volta e meia aparecem. O mundo cruel!!!!!!!

Lucas Conrado 14 de ago de 2009 23:25:00  

Foi até bom você não ter ido atrás da fubanga. Valeria a pena passar tudo de novo?

E sobre a frase inicial, não concordo muito não... Na minha próxima postagem você vai entender porque.

  © Blogger template Skyblue by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP